sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Jornalismo de Políticas Públicas Sociais - Curso

INSCRIÇÕES ABERTAS
Seleção mediante avaliação de ficha de avaliação e precedência de inscrição

Curso franqueado graciosamente à Sociedade e ao Mercado
Jornalismo de Políticas Públicas Sociais
UFRJ
Programa 2008/1

Palestras de BIA BARBOSA (Intervozes), MICHEL MISSE (Necvu.Ifcs.Ufrj), JOSÉ COELHO SOBRINHO (Eca.Usp), PAULO LIMA (Viração), GUILHERME CANELA (Andi), WANDERLINO NOGUEIRA (Abong), AUGUSTO GAZIR (Observatório de Favelas), SÍLVIA RAMOS (Cesec), LEONARDO MELLO (Ipea), ROSA ALEGRIA (Nef.Puc.Sp), MIRELLA DE CARVALHO, EVANDRO VIEIRA OURIQUES (Netccon.Eco.Ufrj), ANTONIO GÓIS (Fsp) e FLÁVIA OLIVEIRA ( O Globo).

Quinze palestras,
às segundas-feiras das 11hàs 13h na CPM da ECO.UFRJ
Campus da UFRJ Praia Vermelha

Realização
Núcleo de Estudos de Comunicação e Consciência-NETCCON.ECO.UFRJ
Agência de Notícias dos Direitos da Infância-ANDI

Apoio
Programa Avançado de Cultura Contemporânea-PACC/FCC/UFRJ

Responsável: Prof. Dr. Evandro Vieira Ouriques
evouriques@terra.com.br

A seguir vc dispõe do objetivo e da fundamentação desta disciplina, que vem sendo oferecida desde 2007/1, e, mais abaixo, o calendário das palestras.

O Objetivo e os Fundamentos:

O foco da disciplina Jornalismo de Políticas Públicas Sociais é contribuir para o salto qualitativo da qualidade do ensino de Jornalismo e de Comunicação através de uma profunda reflexão e prática pró-ativas sobre os diversos aspectos da cobertura de políticas sociais em geral e de políticas para a infância e adolescência em particular.

Esta disciplina é oferecida pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, através do programa acadêmico do Núcleo de Estudos de Comunicação e Consciência- NETCCON, da Escola de Comunicação.UFRJ e associado ao Programa Avançado de Cultura Contemporânea-PACC.FCC. UFRJ em convênio com a Agência de Notícias dos Direitos da Infância-ANDI.

O objetivo é avançar de que maneira o comunicador pode ampliar a sua capacidade de modificar as agendas, pautas e briefings (jogos de linguagem) das organizações e redes de Comunicação, de maneira a que as questões sociais recebam cada vez mais importância e qualidade e assim ganhem maior possibilidade de discussão nas redes, na mídia, nas organizações e no espaço público.

Para alcançar este objetivo a disciplina proporciona aos alunos, que são estudantes de jornalismo e de comunicação, profissionais experimentados da mídia, e estudantes e cidadãos interessados em geral, (1) o contato direto com renomado especialistas das mais diversas áreas relacionadas ao tema, (2) utiliza técnicas de ponta para a dinamização do grupo e (3 estimula a análise crítica de case e a decorrente construção de
propostas alternativas para eles.

Com isto, instrumenta-se os alunos com meios concretos para transformar os paradigmas e conceitos (os padrões mentais, os estados mentais) que ainda orientam o tratamento dado à Diversidade, ao Diálogo Multicultural, ao Desenvolvimento Socioambiental, à Responsabilidade Social, à Violência, ao Racismo, à Discriminação, à Distribuição de Renda, aos Direitos Humanos, à Educação, ao Acesso ao Trabalho, à elaboração do Orçamento Público, à Auto-construção da Cidadania, etc.

E instrumenta-os também no tocante à relação entre os profissionais da notícia e suas fontes no contexto da agenda social, tanto na grande mídia
quanto na comunicação contra-hegemônica, e ao entendimento de como ampliar a responsabilidade pessoal e social e o poder de ação política que os comunicadores podem ter sobre seus atos através do domínio não-violento dos estados mentais.

O Programa Acadêmico do Núcleo de Estudo Transdisciplinares de Comunicação e Consciência- NETCCON/ECO/UFRJ criou esta disciplina em 2007/1, tendo sido a segunda universidade no Brasil a firmar convênio com a ANDI neste sentido.

Também dentro do objetivo de contribuir para o salto qualitativo do ensino de Comunicação no Brasil, o NETCCON criou, em 2005/2, a disciplina Construção de Estados Mentais Não-violentos na Mídia e desde então a oferece sem interrupção.

O programa do NETCCON dedica-se às relações, no campo do Diálogo Multicultural, das Redes, da Mídia, da Política e das Organizações, entre a sustentabilidade da mente e o vigor da experiência de comunicação (Amaral), de auto-construção da cidadania, de políticas públicas, de responsabilidade social e de desenvolvimento sociombiental.

O NETCCON entende por Mente Sustentável (Ouriques), conceito e metodologia que criou em 2005, como aquela que apresenta um fluxo de estados mentais (pensamentos, perceptos e afetos) no qual o domínio do processo de formação da vontade (Mattelart), entendido como o cerne dos temas atuais do trabalho de colaboração e das redes, permite concretizar interesse e poder não auto-referenciados apenas pela luta política, mas sim referenciados pelo sistema da dádiva (Mauss, Godbout), compreendido como o da generosidade, o outro nome do "espírito público", o único capaz de mover e garantir de fato o vigor do espaço público.

São objetivos da disciplina:

1) Estimular entre os estudantes e profissionais interessados o vigor de uma consciência crítica e construtiva a respeito da qualidade da cobertura da mídia no tocante às questões sociais brasileiras, de maneira a que eles assumam sua responsabilidade pessoal, histórica e ética frente a si mesmos e à Sociedade e assim construam uma nova atitude;

2) Disseminar e avançar entre e com os alunos metodologia para uma leitura crítica pró-ativa dos conteúdos da mídia;

3) Indicar e avançar a construção de alternativas estratégicas qualificadas para efetivar mais mudanças concretas no posicionamento do comunicador face à cobertura e o agendamento de temas sociais;

4) Influir para aumentar a representação mais democrática na comunicação pública, em seu sentido mais amplo, da multiplicidade de temas e atores da vida social.

O Calendário da Disciplina

Semana 1 (10/03)
Interesse, Poder e Dádiva:
a questão do domínio dos estados mentais e da generosidade na positivização da rede de comunicadores-cidadãos
Palestrante:
Prof. Evandro Vieira Ouriques
(NETCCON.ECO.UFRJ, NEF.PUC.SP)

Semana 2 (17/03)
A Violência que Acusa a Violência:
a degradação de Si e do Outro através da Mídia
Palestrante:
Prof. Michel Misse
(NECVU.IFCS.UFRJ)

Semana 3 (24/03)
A Abordagem de Temas Sociais junto a Públicos Não-iniciados:
o Caso dos Jornais de Grande Circulação e Distribuição Gratuita
Palestrante:
Prof. José Coelho Sobrinho
(USP)

Semana 4 (31/03)
O Paradigma do Desenvolvimento Humano como orientador da cobertura
Palestrante:
Flavia Oliveira (O Globo)

Semana 5 (07/04)
O desafio de aumentar a presença das políticas públicas na grande imprensa
Palestrante:
Bia Barbosa
(Intervozes)

Semana 6 (14/04)
A desigualdade social no Brasil e os processos de formulação das políticas públicas sociais compensatórias
Palestrante:
Mirella de Carvalho

Semana 7 (28/04)
Orçamento nacional:
As possibilidades de intervenção e orientação para o social
Palestrante:
Leonardo Mello (IPEA)

Semana 8 (05/05)
Trabalho em Rede, orientado e desenvolvido pelos alunos

Semana 9 (12/05)
A cobertura das políticas públicas na área da Educação no Brasil
Palestrante:
Antônio Góis
(Folha de S. Paulo)

Semana 10 (19/05)
Cobertura de qualidade em meio à violência estrutural:
A força política da não-violência e a responsabilidade dos atores sociais e dos jornalistas
Palestrante:
Prof. Evandro Vieira Ouriques
(NETCCON.ECO.UFRJ, NEF.PUC.SP)

Semana 11 (26/05)
A Questão das Políticas Públicas Sociais e a Mídia Contra-hegemônica
Palestrante: Paulo Lima
(Viração)

Semana 12 (02/06)
A Comunicação criada pela Periferia no Rio de Janeiro
Palestrante:
Prof. Augusto Gazir
(Observatório de Favelas e ECO.UFRJ)

Semana 13 (09/06)
O paradigma dos Direitos da Criança e do Adolescente:
A Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança e o Estatuto da Criança e do Adolescente
Palestrante:
Wanderlino Nogueira Neto
(ABONG)

Semana 14 (16/06)
A Mídia e a Questão das Políticas Públicas Sociais no Brasil
Palestrante:
Guilherme Canela (ANDI)

Semana 15 (23/06)
O Paradigma da Diversidade Cultural
Palestrante:
Profa. Sílvia Ramos
(CESEC)

Semana 16 (30/06)
Jornalismo prospectivo e o futuro das políticas públicas sociais como pauta
Palestrante:
Rosa Alegria
(NEF-PUC/SP, NETCCON.ECO.UFRJ, Millennium/UNU)

Mais informações
9205.1696

Rosângela Gomes
Secretária Executiva do PACC
www.pacc.ufrj.br

1 Comment:

Evandro Vieira Ouriques said...

Grato por sua mão amiga,
fraterna-mente, Evandro